Concessionária Yamaha Itaboraí, Rio de Janeiro

Concessionária Yamaha em Itaboraí. Conheça lojas de motos da área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes.

Dicasa Motos
(21) 2635-9911
Rodovia RJ-104 3980
Itaboraí, Rio de Janeiro
 
Dicasa Motos
(21) 2113-6000
Rua Capitão Juvenal Figueiredo 3150
São Gonçalo, Rio de Janeiro
 
Mm Moto Peças
(21) 3731-4907
Avenida Vereador Francisco Sabino Costa 14 lj 2
Maricá, Rio de Janeiro
 
Greg Motos Comércio Ltda
(21) 3711-0153
Rua Capitão Juvenal Figueiredo 236 lj 01
São Gonçalo, Rio de Janeiro
 
Nono Motos
(21) 2714-4989
Rua Noronha Torrezão 142 lj 1
Niterói, Rio de Janeiro
 
Dicasa Motos
(21) 3266-6000
Rua Nossa Senhora da Piedade 75
Magé, Rio de Janeiro
 
Moto Classe
(21) 2734-4122
Rua Doutor Matos 318
Rio Bonito, Rio de Janeiro
 
Kelly Motos Ltda
(21) 3705-7113
Rua Doutor Getúlio Vargas 1909
São Gonçalo, Rio de Janeiro
 
Marco Aurélio Reis Magalhães
(21) 2620-2835
Rua S Sebastião 106 lj 1
Niterói, Rio de Janeiro
 
Motolance
(21) 2620-3715
Rua Barão do Amazonas 317
Niterói, Rio de Janeiro
 

YAMAHA XVS 950 MIDNIGHT STAR 2011

Impulsionada por um motor de 942 cc, OHC, V-2, refrigerado a ar de grande torque, a XVS 950 Midnight Star 2011 está chegando ao mercado.

Os engenheiros da Yamaha passaram um bom tempo desenvolvendo um sistema de exaustão que acentuasse os som das baixas freqüências atenuando as de alta no seu exclusivo escapamento dois em um, assim como no desenvolvimento da admissão – caixa e filtro de ar, para emitir um som pulsante quando em marcha.

O novo motor V-2 a 60 graus possui 8 válvulas, OHC de 942cc. É refrigerado a ar e desenvolve 53,6 cv a 6.000 RPM. O propulsor trabalha quase “quadrado” com curso e diâmetro de 85 mm x 83 mm.

O Sistema de Injeção Eletrônica conta, nas câmaras de combustão, com dois bicos injetores de quatro furos cada. Esses bicos pulverizam o spray diretamente sobre a superfície das válvulas com eficiente atomização do combustível para uma rápida e melhor queima. O corpo da borboleta tem 35 mm de diâmetro.

Sensores são responsáveis por transmitir dados sobre a temperatura do ar, pressão atmosférica e pressão do ar admitido, temperatura do motor, velocidade, posição da borboleta e níveis de oxigênio na saída dos escapes, que são processados na ECU e então ajustados o sistema de injeção de combustível. O câmbio de 5 velocidades privilegia as baixas e médias rotações. Segundo o fabricante, a quinta marcha foi projetada para proporcionar uma relaxante e confortável velocidade de cruzeiro.

Os escapes do tipo 2 em 1 levam um catalisador de três vias e asseguram ao novo motor V-2, emissões menores que as exigidas pelo programa de controle de poluição, o PROMOT 3.

O chassi possui berço duplo em aço. O quadro é especialmente rígido em torno da área principal da tubulação central, assim a rigidez a torção é ajustada em um nível relativamente mais baixo a fim de proporcionar um grau de resistência de acordo com as características de manipulação. O ângulo de cáster de 32”10’, e 145 mm de trial assegura maior conforto na condução em estradas.

O assento possui sua característica altura de 675mm, estreito na parte dianteira, facilitando ao condutor apoiar os pés no chão, quando parado com a moto.

A roda dianteira é construída em liga de 18 polegadas, utilizando pneu de 130/70 x 18 63H, enquanto na traseira foi montado um conjunto 170/70B x 16 75H.

O tanque de combustível tem desenho clássico, em forma de lágrima, com capacidade de 17 litros.

A XVS 950 Midnight Star é equipada com um sistema de transmissão secundária via correi...

Clique aqui para ler este artigo no Revista Pró Moto